Devotees?????

quinta-feira, 16 de abril de 2015


Você já ouviu falar dos termos “devotees”, “pretenders” ou “wannabes”? Mesmo que seja polêmico, com opiniões muito distintas, todo assunto precisa ser falado, pensado e discutido. Acredito que muitas pessoas não tem a menor ideia do que estes nomes querem dizer, principalmente dentro do cenário das pessoas com deficiência. Estas denominações, de modo geral, se referem às pessoas, homens ou mulheres, que se sentem atraídas por pessoas com deficiência física.

Este é um assunto polêmico porque está permeado de questões relacionadas ao preconceito e ao desejo sexual ligado a uma situação que na maioria das vezes desperta sentimentos de dor e perda. As pessoas que vivem a experiência de adquirir uma deficiência física, principalmente na fase adulta, frequentemente relatam sobre os que se afastam pela dificuldade que tem para lidar com a deficiência. Assim, é no mínimo instigante pensar que algo que desperta medo e pavor em alguns, representa desejo sexual para outros.

Para tentar entender um pouco deste assunto, vamos colocar algumas definições que encontramos na internet nos poucos relatos e pesquisas que há neste sentido. Temos três definições básicas:

- Devotees: homens e mulheres, que sentem atração por pessoas com deficiência, na maior parte homens, com grande preferencia pelas mulheres amputadas, e as mulheres, com preferência por cadeirantes. Aqui alguns se dizem realmente devotos, talvez admiradores que querem apenas cuidar, sem o desejo sexual propriamente;

- Pretenders: homens e mulheres devotees que sentem desejo ao fingir ser uma pessoa com deficiência, publicamente ou não, e que tem prazer ao utilizar e ter contato com aparelhos como cadeiras de rodas, próteses, muletas, etc...


- Wannabes: homens e mulheres devotees que realmente desejam tornar-se pessoas com deficiência e muitas vezes são capazes de automutilações em casos mais extremos.

Existem diversas versões sobre o devoteísmo, há aqueles que dizem admirar as pessoas com deficiência por suas atitudes e força de superação, encontram-se mulheres que dizem que tudo está ligado ao amor incondicional que sentem, outros consideram sua predileção um desvio sexual, tara ou algo que deve ser escondido dos demais, há aqueles que se acham normais e há também aqueles que realmente se aproveitam de alguém que pode estar fragilizado em face da própria deficiência.

A final, todos nós temos preferências quando o assunto é a atração física, uns gostam das morenas e outros das loiras, aqueles das gordinhas e estes das magrinhas. Há os que ficam loucos por belos pés, ou por lindas mãos... Será que sentir-se atraído por alguma deficiência física deve ser considerado como algo “patológico”? Difícil responder esta questão!

E o lado da pessoa com deficiência? Quem não gosta de saber que alguém te olha de um jeito especial, admira tuas características e sente-se atraído por ti? Somos movidos pelos desejos e precisamos deste sentimento que alimenta a força de vida que está dentro de nós. É estranho pensar que há grupos na internet para interação entre pessoas com deficiência e devotees. Já li relatos em que a pessoa queria fazer parte de um destes grupos porque teria ali a chance de sentir-se desejada, mas ao mesmo tempo pensava que estar em um ambiente onde se vê fotos e vídeos de mulheres amputadas sendo comercializados, quase como uma “playboy” virtual, era no mínimo amedrontador, mas ao mesmo tempo instigante.

Na realidade sei de histórias bonitas, de realidades duras e de deficientes que foram usadas por homens devotees. Minha intenção aqui é acima de tudo, levantar a questão, para que as pessoas possam estar atentas, saibam que existem pessoas assim e que elas possam decidir por aquilo que é melhor para cada um. Existem blogs, sites e comunidades dedicadas ao assunto na internet. Àqueles que ficaram curiosos, pesquise mais! Aos que tem alguma experiência pra contar, deixe a sua mensagem aqui pra agente!!!

Um abraço

Débora

2 comentários

  1. Eu gostaria muito de sber como participar de um grupo similar e conhecer mulheres que nao mevejam como estou mas sim com sou ,obrigado !!!

    ResponderExcluir
  2. Neste caso não irei. Opinar devido a jamais ter a oportunidade dos prazeres sexuais novamente com minha esposa de 30 anos de casado e sendo ela uma mulher bela e atraente e impondo a ela sem que eu peça que se retire também é anule sua sexualidade isto me faz a pior das pessoas, já tentei por diversas vezes abordar o tema, dizer seu não a amo mais, tudo o que se pode fazer já tentei, até. Abandonar meu lar eu o fiz. O que não deu muito certo, acabei sendo atropelado e sem memória, e puderam me localizar e levar para casa novamente, está é minha maior dor que sinto, pois é uma dor da alma, . Paro por aqui, desculpem mas isto não é MIMIMI, é somente um desabafo de quem desejou por muitas vezes ter feita a passagem, do que ver nos olhos de quem se ama, o quanto sofre e está infeliz. !!!

    ResponderExcluir

 

Idioma

Contato

cadeirantes.life@gmail.com

FACEBOOK

INSTAGRAM @cadeirantes_life

Cia de Dança Loucurarte

Receba por e-mail

Digite seu e-mail:

DESTAQUE

Dicas para PCD encontrar emprego

Se você é uma pessoa com deficiência, deve saber que encontrar um emprego satisfatório e bem remunerado é duas vezes mais difícil do que ...

Entrevistas