Crédito acessibilidade

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Todo cadeirante precisa, e muito, de inúmeros acessórios e adaptações para tornar suas vidas mais produtivas. Infelizmente tudo custa dinheiro e não é pouco.


Crédito acessibilidade

É importante lembrar que o SUS, desde 2013, incluiu na sua tabela de procedimentos a cadeira de rodas motorizada, cadeira de rodas monobloco e adaptações posturais em cadeiras de rodas, ou seja, hoje os brasileiros podem contar com um serviço direcionado a cada lesão e suas necessidades.

Mas sabe-se que precisamos muito mais do que a cadeira e uma cadeira de banho, além de termos o direito de querer algo a mais para aquela que “vestimos” todo santo dia. Para isso o Banco do Brasil oferece uma linha de crédito chamada Crédito Acessibilidade, que financia a juros baixos diversos bens e serviços importantes para toda a pessoa com deficiência, e o melhor, ela pode ser usada como um presente, não precisa ser feita por um cadeirante ou pessoa com deficiência, o item pode ser financiado por qualquer pessoa física correntista do Banco do Brasil.

Os itens financiados vão desde a cadeira de rodas, adaptações veiculares, próteses e órteses até artigos de esporte e lazer adaptados e mobiliário acessível. A lista completa dos itens está disponível em: http://www.bb.com.br/portalbb/page17,19314,19314,0,0,1,1.bb

Pode-se financiar até 100% do produto, os juros variam de 0,41% e 0,45% ao mês e é possível pagar em até 60 vezes. O teto do financiamento é de 30 mil reais.

Vale a pena conferir tudo que se pode financiar, um detalhe pequeno em nossas vidas pode deixa-la muito mais leve e fácil, qualidade de vida é prioridade e deve ser promovida sempre que possível!


BB CRÉDITO ACESSIBILIDADE – Aprovado!!!

Nenhum comentário :

Postar um comentário

 

Idioma

Contato

cadeirantes.life@gmail.com

FACEBOOK

INSTAGRAM @cadeirantes_life

Cia de Dança Loucurarte

Receba por e-mail

Digite seu e-mail:

DESTAQUE

Dicas para PCD encontrar emprego

Se você é uma pessoa com deficiência, deve saber que encontrar um emprego satisfatório e bem remunerado é duas vezes mais difícil do que ...

Entrevistas