Inclusão pra valer!

quinta-feira, 3 de março de 2016

Inclusão pra valer!

Existem alguns trabalhos que precisam ser comentados, falados e divulgados para que mais empresas se inspirem e trabalhem pela sociedade.
Em um país com tantas dificuldades, com um sistema caótico e que para ser mudado não será em um, nem em dois governos, é preciso mudar uma cultura de um país tão grande como o nosso e isso não acontece da noite para o dia. Há coisas que temos de nos orgulhar, sim! Somos exemplo para o mundo em alguns quesitos: amamentação, alimentação e falando na área de reabilitação, que é o que nos move aqui, estamos entre os melhores do mundo, e o principal, tratamento totalmente gratuito!

Enquanto isso, durante nossa luta incansável para mudar nosso país e vivendo um grande recesso em todas as instâncias da federal a municipal, o que tem funcionado muito e talvez seja o grande caminho, são as parcerias público-privadas e as iniciativas de empresas que têm uma visão social.

Falo muito aqui do Sarah, centro de reabilitação; em épocas de “vacas gordas” o Sarah teve oficinas ortopédicas desenvolviam tudo e mais um pouco para cada paciente, individualmente, conforme suas necessidades. Depois de algumas reformulações no sistema de atendimento e talvez até mesmo pelo custo que isso representava, eles deixaram de “fabricar” algumas coisas no hospital, que eram dadas aos pacientes, e que pra mim especificamente, já estão fazendo falta. Quando fui ao Sarah, pela primeira vez, voltei com a mala cheia de órteses, adaptações para tudo aquilo que eu nem imaginava que seria possível: adaptações para celular, maquiagem, escovas de dente e cabelos, alimentação, computador, para fazer artesanato, para cortar alimentos na cozinha... ou seja, um mundo que se abriu para uma pessoa ativa e que viu seu mundo desabar diante de um quadro de tetraplegia.

Hoje, uso bem menos adaptações, selecionei coisas que sigo fazendo, outras não me são mais úteis. Mas, minhas adaptações estão ficam ficando velhas e tem me preocupado muito o fato de não ter mais quem as faça. Mas eu fui pro Sarah, e tive tantas oportunidades. E quem não conseguiu ir? E aqueles que têm outras dificuldades motoras que não são tratáveis lá? Quanto as suas vidas poderiam mudar diante de boa vontade, trabalho conjunto e materiais simples, mas bem conduzidos e pensados?

Aqui é que entra o projeto que falei na primeira linha deste texto! É um projeto da Empresa Mercur, chamado Diversidade na Rua. Aqui no blog mesmo já tivemos um contato com eles em uma discussão sobre inclusão, em um debate aberto que participamos. Mas hoje, em especial, quero falar dos facilitadores de AVDs (Atividades da Vida Diária). Estes facilitadores são justamente pequenas soluções que podem mudar a vida das pessoas que têm dificuldades na realização daquelas pequenas coisas do dia a dia, que as pessoas fazem e não se dão conta do quanto fazem falta para aqueles que não conseguem.

Daí entra o trabalho humano de uma empresa que constrói uma relação simples com seu usuário, mas tão efetiva a ponto de talvez ser única no Brasil. A empresa tem criado espaços para junto com as pessoas com deficiência criar novas soluções para suas dificuldades, e com a visão de construção coletiva, colaboração entre as pessoas e facilidade de acesso.

Eu estou ávida em conhecer este projeto mais de perto, em março, no dia 22, em Farroupilha, teremos uma oficina da Mercur, com o Diversidade na Rua, uma oficina de Facilitadores de AVDs, será destinada a estudantes de pedagogia e pessoas com deficiência. Quero muito testar todos os facilitadores e contar sobre eles aqui no blog.

Hoje, tive uma grata surpresa, descobri que já estão a venda alguns destes facilitadores, os que se referem à escola, são lápis mais grossos, borrachas grandes e anatômicas e outras coisas bem interessantes para quem tem dificuldade na preensão de objetos. E o mais fantástico é que a loja têm aspectos realmente inclusivos, veja só o que diz a Mercur sobre a loja e o projeto:

Como uma indústria, queremos constituir e fazer parte de uma rede de colaboração com o propósito de ajudar as pessoas, a partir de suas reais necessidades.

Conheça algumas das nossas intenções e nos ajude a continuar construindo essa rede:

· Todos os produtos disponíveis para a venda nesse site foram construídos a partir de necessidades sinalizadas pelas pessoas.

· As embalagens desses produtos são de papel craft com a intenção de reduzir custos e facilitar o processo de reciclagem.

· O frete amigo funciona com a colaboração das pessoas que se disponibilizam a levar os produtos até seu destino, de forma espontânea, minimizando custo financeiro e ambiental com o transporte.

· A conta solidária permite que uma pessoa ajude financeiramente outra na aquisição dos produtos.

· A compra unitária permite atender necessidades e não gerar ainda mais demandas.

  Entre lá e descubra essa novidade maravilhosa! E eu contarei mais sobre os facilitadores depois da oficina! E para quem mora em Farroupilha e região, já estão convidados a participar da oficina!!!! Divulgaremos no blog!


Nenhum comentário :

Postar um comentário

 

Idioma

Contato

cadeirantes.life@gmail.com

FACEBOOK

INSTAGRAM @cadeirantes_life

Cia de Dança Loucurarte

Receba por e-mail

Digite seu e-mail:

DESTAQUE

Dicas para PCD encontrar emprego

Se você é uma pessoa com deficiência, deve saber que encontrar um emprego satisfatório e bem remunerado é duas vezes mais difícil do que ...

Entrevistas