Acessibilidade em aeroportos.

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Acessibilidade em aeroportos

Não sou uma viajante daquelas que está, a todo o momento, em aviões e aeroportos, mas além de gostar de viajar, pelo menos uma vez por ano, as idas ao Sarah para exames médicos e reabilitação tornam o avião parte da vida de muitos lesados medulares como eu.
Assim acabamos descobrindo e experimentando coisas que nem todo mundo tem acesso. Hoje em dia viajar de avião não é mais um luxo que só pertence à classe A, com promoções e pagamentos a longo prazo o acesso ao transporte aéreo está amplo e muito mais acessível. Importante ressaltar para quem talvez não saiba, que as idas ao Hospital de Reabilitação Sarah Kubitschek além de ser de graça no quesito atendimento também é no quesito transporte aéreo e nas demais despesas, tudo através do programa TFD – Tratamento Fora de Domicilio, que o Estado é obrigado a fornecer as passagens aéreas, estadia e alimentação. Mesmo o pedido sendo negado há chances de conseguir por meio judicial na defensoria pública.

Tive minha última revisão agora, em dezembro de 2015, e voltei de Brasília com a companhia Azul. Além de a experiência ter sido maravilhosa pelo atendimento e pelo avião com mais espaço e conforto do que das outras companhias, ainda por cima tive o prazer de chegar a Porto Alegre com o Mamuth, o módulo de desembarque da Ortobrás para aeroportos que não tem pontes de embarque, aqueles corredores suspensos que levam o passageiro até a porta do avião sem escadas.

Eu já utilizei diversas formas para subir as tais escadinhas, cadeiras de rodas que sobem escadas, os ambulifts (módulo que levanta o cadeirante para a porta do avião, mas o Mamuth é realmente prático, confortável e funcional. Éramos em 3 cadeirantes no voo, em minutos todos descemos no elevador que fica ao lado da escada, sem demora e protegidos da chuva.

Desenvolvido em parceria com a Infraero, dentro do conceito de sustentabilidade e de acordo com os princípios da ONU - Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, o Mamuth veio para revolucionar a acessibilidade nos aeroportos de todo o mundo. Há a previsão de que seja instalado em 20 dos 64 aeroportos brasileiros. O primeiro foi instalado em Palmas no Tocantins, e este ano em Porto Alegre.

Mamuth Ortobras

Entre muitas vantagens do Mamuth, se destaca, por exemplo, a segurança dos passageiros porque não é preciso caminhar (ou rodar) na pista do aeroporto, ele pode ser inclusive acoplado ao ônibus que leva os passageiros do terminal até a aeronave. Protege os usuários do mau tempo ou até mesmo do calor excessivo já que é climatizado. Pode ser desmontado, porque é formado por blocos moveis, e pode ser remontado em outro lugar do aeroporto em apenas 7 dias.

Você tem experiências com acessibilidade em aeroportos? Conte pra agente!

Nenhum comentário :

Postar um comentário

 

Idioma

Contato

cadeirantes.life@gmail.com

FACEBOOK

INSTAGRAM @cadeirantes_life

Cia de Dança Loucurarte

Receba por e-mail

Digite seu e-mail:

DESTAQUE

Dicas para PCD encontrar emprego

Se você é uma pessoa com deficiência, deve saber que encontrar um emprego satisfatório e bem remunerado é duas vezes mais difícil do que ...

Entrevistas