Pela falta de um soldado não se perde a guerra

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Um belo exemplo de vida, de como agir em alguns momentos trágicos da vida, esse é Seu Francisco Cordeiro dos Santos ou simplesmente Seu Chico, entre outros apelidos que ganha.


Seu Chico é funcionário de uma rede de supermercados aqui do sul, onde trabalha no setor de hortifrúti. Seu Chico é catarinense de nascimento mas hoje vive com seus 3 filhos e com sua esposa no Rio Grande do Sul. Até aí tudo normal, nada de estranho com ele, a não ser pelo fato de ter seu braço esquerdo amputado e levar isso na sua vida com a maior naturalidade. Todo setor de hortifrúti é organizado por ele, onde organiza caixas e frutas para todos os clientes do Supermercado. Sem ter tempo ruim para o fato de ter que levantar peso somente com uma das mãos.

Seu Chico também lembra no vídeo que inclusive chegou a trabalhar como servente de pedreiro com uma das mãos.
O mesmo sofreu um acidente 26 anos atrás ainda quando morava em Santa Catarina e trabalhava com injetoras. Em uma delas ocorreu problemas mecânicos durante o trabalho, ferindo Seu Chico, por esse motivo teve um dos braços amputados.

Veja a seguir a entrevista:



"Pela falta de um soldado não se perde a guerra!"

Se você tiver dúvidas ou ideias para novos posts, mande para cadeirantes.life@gmail.com


Nenhum comentário :

Postar um comentário

 

Idioma

Contato

cadeirantes.life@gmail.com

FACEBOOK

INSTAGRAM @cadeirantes_life

Cia de Dança Loucurarte

Receba por e-mail

Digite seu e-mail:

DESTAQUE

Dicas para PCD encontrar emprego

Se você é uma pessoa com deficiência, deve saber que encontrar um emprego satisfatório e bem remunerado é duas vezes mais difícil do que ...

Entrevistas