Cadeira anfíbia

quinta-feira, 29 de outubro de 2015


Sou amante do mar. Sempre fui daquelas pessoas que chegam a murchar na água de tanto tempo que passam nela. Depois de estar na cadeira de rodas sempre procurei por lugares para poder curtir sol, praia e banho de mar.
Não é nada fácil, tenho a sorte de ter um maridão que adora me pegar no colo e entrar mar à dentro, mas é pesado e ás vezes até perigoso. É preciso escolher praias de mar calmo porque já fomos derrubados por uma onda e o resultado foi um tanto desagradável, tomei muita água e tinha tanta areia nos meus cabelos que mesmo curtos não foi fácil de sair.

Amo viajar e agora com filha pequena temos feito viagens do tipo: escolhemos um lugar com estrutura, chegamos e só saímos dali para ir para casa. Resorts são uma ótima escolha porque para um hotel ser um resort precisa ser adaptado para pessoas com deficiência. Então procuro olhar para alguns pontos antes de escolher, mas o mais importante pra mim é a praia!



Este ano escolhemos um resort pequeno, os grandes são ruins pelas grandes distâncias a percorrer, próximo a Porto de Galinhas, o Serrambi Resort, na praia de Serrambi. Um dos pontos que me fez escolher este destino foi que o hotel possui uma cadeira anfíbia da Ortobrás e tinha muita curiosidade para testá-la. O hotel é fantástico, paradisíaco! Bem adaptado, o único ponto desfavorável em termos de acessibilidade é a piscina, difícil de entrar, talvez para quem tenha controle de tronco não seja problema, mas tem bom quarto, cadeira de banho e um local específico para chegar de cadeira de rodas na praia, daí se você usa a cadeira anfíbia, ela roda facilmente na areia fofa e pode chegar até o mar. Na verdade ela é como uma espreguiçadeira de rodas, mas o mais interessante é que as rodas servem como boias quando se entra no mar fazendo a cadeira flutuar. Então é possível curtir a água do mar sem precisar sair da cadeira. Pra mim que sou tetra e quando entro na água saio boiando não conseguia ficar muito na cadeira, então meu marido me tirava e eu ficava curtindo o mar com ele, quando queria sair da água voltava para a cadeira e ele não precisava ficar me carregando no colo para entrar ou sair do mar. Depois disso, ficava curtindo o sol na cadeira como espreguiçadeira.
Achei a experiência ótima! Embora tenha encontrado alguns pequenos defeitos na cadeira para a minha condição, o que para outras pessoas talvez não seja problema, ela foi muito útil, confortável e recomendo para quem curte sentir a água salgada.


Praia acessível e as cadeiras anfíbias

Nenhum comentário :

Postar um comentário

 

Idioma

Contato

cadeirantes.life@gmail.com

FACEBOOK

INSTAGRAM @cadeirantes_life

Cia de Dança Loucurarte

Receba por e-mail

Digite seu e-mail:

DESTAQUE

Dicas para PCD encontrar emprego

Se você é uma pessoa com deficiência, deve saber que encontrar um emprego satisfatório e bem remunerado é duas vezes mais difícil do que ...

Entrevistas